Ressaca de Carnaval Dicas Diamantina

Temos dicas especiais para você curar a Ressaca de Carnaval em Diamantina!

O carnaval é um período de alegria, muita folia e diversão, mas quando acaba vem aquele cansaço e uma vontade de relaxar e repor as energias para retornar à vida cotidiana.

Pensando nisso, preparamos 4 dicas para curar a Ressaca de carnaval em Diamantina e continuar aproveitando a cidade e seus arredores por mais alguns dias.

Pois afinal de contas, Diamantina não é só Carnaval, ela também encanta pelas suas cachoeiras, matas e serras.

Confira as 4 dicas especiais para aproveitar o pós carnaval em Diamantina

1. A primeira dica é para quem quer aproveitar o dia e curtir a deliciosa Cachoeira da Bandeirinha a menos de 20 Km de Diamantina.

Cachoeira Chico Bento

A Cachoeira Chico Bento, também conhecida Cachoeira da Bandeirinha, fica em um local belíssimo e ideal para nadar, relaxar com os amigos depois da animação do carnaval.

Fica localizada na comunidade de Bandeirinhas e não possui uma queda d’água muito grande, mas o poço de água é ótimo para um se banhar e nadar.

Para quem for de carro, a entrada fica a 18 km via BR 367 sentido Gouveia e mais 6 km de estrada de terra.

Para os mais corajosos e aventureiros que quiserem encarar uma bike, podem fazer a Trilha Verde da Maria Fumaça. O percurso de bicicleta tem aprox. 24 km.

2. Outra dica é a Cachoeira do Barão que é um pouquinho mais distante.

Cachoeira do Barão

A Cachoeira do Barão é formada pelas águas do Capão e possui um grande poço d’água.

De acordo com visitantes, “é linda e com a água geladinha”.

A cachoeira fica em Barão de Guaicuí e para chegar lá de carro, a partir de Diamantina, é só pegar a BR 367, sentido Gouveia e percorrer 36 km.

De bicicleta são 28 km, também pela Trilha Verde da Maria Fumaça.

Trilha Verde da Maria Fumaça

Um pouco sobre a Trilha Verde da Maria Fumaça

A Trilha Verde é uma via para ser percorrida a pé, de bicicleta ou a cavalo.

Localizada nas bacias dos rios Jequitinhonha e São Francisco, está inserida no antigo ramal ferroviário que ligou Corinto a Diamantina, criado em 1909 e desativado totalmente em 1973.

Interliga as cidades de Diamantina, Gouveia e Monjolos e possui 92 Km de extensão, com seis trechos definidos:

  • Trecho 1: Diamantina a Bandeirinha – 16,6 km
  • Trecho 2: Bandeirinha a Barão de Guaicuí – 10,5 km
  • Trecho 3: Barão de Guaicuí a Mendes – 17,6 km / 13km
  • Trecho 4: Mendes a Conselheiro Mata – 24,4 km / 22km
  • Trecho 5: Conselheiro Mata a Rodeador – 16,5 km
  • Trecho 6: Rodeador a Monjolos – 14,4 km

A Trilha Verde da Maria Fumaça é uma via eco turística que tem como uma de suas principais finalidades preservar a memória do Ramal Ferroviário e ao mesmo tempo fomentar novas oportunidades de desenvolvimento social, econômico e ambiental para as comunidades da região, por meio do turismo responsável e da cultura.

3. A terceira dica, que não podia faltar é um passeio na Vila de Biribiri

Biribiri

Muito perto de Diamantina, o Parque Estadual do Biribiri, fica a apenas 15 km da cidade.

É considerado um dos principais atrativos naturais de Diamantina por suas cachoeiras e os sítios arqueológicos com pinturas rupestres.

Dentro do parque fica a Vila do Biribiri, um conjunto de casas e igreja conservado até hoje e que pertencia aos operários da fábrica de tecidos que existia ali.

O conjunto arquitetônico é tombado pelo IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.

Além do patrimônio histórico, no parque estão situadas a Cachoeira da Sentinela (a 7 Km da portaria do parque) e a Cachoeira dos Cristais (a 13 Km da portaria).

Biribiri é uma boa opção para quem quer conhecer um pouco da história da região, curtir uma cachoeira e continuar pertinho de Diamantina.

4. E por último, o Parque Estadual do Rio Preto fica em São Gonçalo do Rio Preto.

Parque Estadual do Rio Preto

Essa é uma dica para aqueles que estiverem dispostos a fazer uma passeio um pouco mais distante.

O parque está localizado na Serra do Espinhaço a 15 km do centro de São Gonçalo do Rio Preto e a cidade está localizada a aproximadamente 70 km de Diamantina.

O Parque Estadual do Rio Preto possui uma ótima estrutura com cachoeiras, piscinas naturais e afloramentos rochosos.

E, conta com diversas trilhas e roteiros para crianças e adultos divididos da seguinte forma:

  • Roteiro fauna e flora com Trilha para as crianças (20 minutos de caminhada) e Trilha do Cerrado (2h30 de caminhada).
  • Roteiro das Pinturas Rupestres em que se pode visitar a Lapa das Piabas, Lapa do Tatu, Lapa do Tropeiro e o Moinho de Fubá.
  • Roteiro dos Mirantes com o Mirante da Estrada Real e da Lapa a apenas 5 minutos de caminhada da entrada do parque e outros um pouco mais distantes como o Mirante da Pedra, Mirante do Lajeado e Mirante do Monjolo.
  • Roteiro de Praias de Rio e Cachoeira que dão acesso a várias trilhas para as cachoeiras. Neste roteiro é possível fazer passeios de 1h a 3h para chegar às cachoeiras pelos seguintes caminhos: Trilha da Cachoeira das Sempre-vivas, Trilha da Cachoeira do Crioulo, Trilha da Forquilha, Trilha das Corredeiras, Trilha do Poço de Areia e Travessia dos Parques do Rio Preto e Pico do Itambé.

O acesso ao parque funciona de terça-feira a domingo, das 7h às 17h. A entrada é paga.

Não há transporte regular de acesso ao parque ou transporte coletivo para os visitantes, mas é permitido o uso de automóveis na estrada interna e dentro do parque tem estacionamento gratuito.

Essas são as dicas para um descanso merecido para curar a Ressaca de Carnaval em Diamantina!


Compartilhe:

Semana Santa em Diamantina Pacote para a Semana Santa em Diamantina